A MINHA AMIGA ITALIANA

Kasava call

Autora: Djarah Akan

Tradução: José Colaço Barreiros

Foto: NinguèM Viù

“Lê bem” diz-me ela, enquanto agita com orgulho o seu novo cartão de identidade. Na foto parece a versão negra de Ana Bolena, tem o ar orgulhoso de sempre, aquela expressão a fingir de altiva que eu reconheceria onde quer que fosse. Desta vez também não há sorrisos pepsodent para ninguém, ela nunca sorri senão por pedido muito especial, e no fundo faz bem porque não tem nada que dê vontade de rir, que raio. Como não lhe dar razão, quando teve de esperar dois anos para receber aquela trampa da cidadania? Agora já a tem na mão, já não se rala com a papelada toda que teve de preencher para chegar àquela meta, que afinal não me parece que a tenha mudado assim tanto. Pergunto-lhe com ironia: “Hazy, como te sentes, eh? Como é ser cidadã italiana? Agora já…

View original post 1,458 more words

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s