Tag: com as palavras dos outros


  • Reflexões da Sexta Feira

    Reflexões da Sexta Feira

    Sempre pensei que o grande poder da literatura estivesse na sua aplicação prática. Os textos literários, em vários níveis – e inclusive os de ficção-, são recursos de conhecimento sociais, enciclopédias humanas, perlas preciosas. Através dos textos se constroem percursos históricos, comunicativos, linguísticos; aprendem-se as mudanças das culturas, das épocas, as dinâmicas políticas e os projectos dos […]

    Continue reading


  • Vozes da literatura mozambicana:”Terra sonâmbula” por Mia Couto

    Vozes da literatura mozambicana:”Terra sonâmbula” por Mia Couto

    Terra sonâmbula è um romance maravilhoso do escritor moçambicano Mia Couto, que fala sobre os efeitos destrutivos da guerra, sobre a esperança, a paz, sobre a morte e a vita e sobre o papel poderoso dos sonhos. O livro tem uma estrutura muito singular, há uma narração dentro  de uma narração, e nessas duas tramas encontram-se várias histórias. […]

    Continue reading


  • Sonhos azuis pelas esquinas

    Sonhos azuis pelas esquinas

    Como muito leitores, tinha propósito de não comprar livros durante algum tempo.  Porém, livros impressos do Ondjaki não se acham por aqui; havia só uma copia do livro e esse foi um encontro aleatorio. Ou talvez não. Bem vindo na minha estante. Sabia que tinha lido as palavras algures, mas não me lembrava e só depois reparei com que o título do […]

    Continue reading


  • Viaggi in libreria / Viagens às livrarias

    «É preciso desconfiar de sociedades em que aparentemente não existe racismo. O racismo, no fundo, é como o sistema de recolha de lixo. O mais eficiente é invisível. Nas cidades mais limpas e organizadas do mundo raramente se vêem homens a recolher o lixo durante o dia. Tudo se passa na calada da noite de […]

    Continue reading


  • Hiroshima 1945-2015

    Hikmet e la bambina che non sopravvisse a Hiroshima Le parole tradotte di Nazim Hikmet scuotono la coscienza umana. La voce che egli lascia parlare nella sua poesia sarebbe oggi quella di una donna di circa 77 anni, che ha ancora bisogno di dire qualcosa. Non mi sono avventurata in nessuna traduzione, non avendo accesso al testo originale […]

    Continue reading


  • Lendas do Brasil e vozes de tempos recuados: O Canto do Uirapuru

    As lendas trazem vozes perdidas da tradição oral das culturas de tempos recuados, constituem o que chamamos o storytelling, o canto e a poesia das civilizações indígenas. Porém, com um caráter fabuloso ou sensacionalista e abertas a múltiplas interpretações, as lendas são bem apreciadas na era contemporânea porque abordam tópicos do ser humano: amor e ódio, vida e morte,  laços sociais, […]

    Continue reading


  • Agostinho Neto, poeta angolano

    Originally posted on Prefácio Cultural:
    Nos países africanos lusófonos, a poesia foi produto direto da relação entre a palavra e o chão histórico de onde ela brotava. O caso de Agostinho Neto é exemplar: foi o líder central na luta pela independência de Angola, mantendo, como cidadão e poeta, uma postura firmemente engajada, chegando,…

    Continue reading